Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2003

Um comentário da Paula

Mas, na cidade,
ninguém ouve o pregão.
Dos céus não chega salvação ou siso,
as divindades dormem o sono justo.
E eu, que fui feita para a imagem,
emparedada estou no coração.
Duas vertigens me tomam,
duas voragens - vorazes emoções:
de um lado, a paixão do pensamento,
do outro, o pensamento da paixão.



Podem
dois abismos
co-existir
no mesmo espaço,
em Vão?

Paula * 21/10/97
indeterminado por quim às 12:12

link do post | indetermine | favorito
1 comentário:
De amok a 21 de Dezembro de 2003 às 16:31
Urgentemente//

É urgente o amor./
É urgente um barco no mar./
É urgente destruir certas palavras,/
ódio, solidão e crueldade,/
alguns lamentos,/
muitas espadas./

//
É urgente inventar alegria,/
multiplicar os beijos, as searas,/
é urgente descobrir rosas e rios/
e manhãs claras./

//
Cai o silêncio nos ombros e a luz/
impura, até doer./
É urgente o amor, é urgente/
permanecer./

//

Eugénio de Andrade

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds