Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2003

mais de Jorge Arrimar

"Silêncio"
Não esperem que responda
à pergunta que não conseguiram formular.
As palavras são escravas do silêncio
que a minha voz deixou libertar.
Não queiram ouvir-me de novo
cantando canções que jamais saberei:
a pauta é longa no sono
que em toda a noite busquei.
Venham sem me trazer
eu já não sei de onde sou...
Vão sem me levar
eu não sei para onde vou...

de Jorge Arrimar

(enviado por raposa@sapo.pt)
indeterminado por quim às 22:19

link do post | favorito
De indeterminado a 24 de Dezembro de 2003 às 10:45
O meu obrigado pelos vossos votos e também vos desejo um Feliz Natal.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds