Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2004

Vaidade

Vaidade


Sonho que sou Poetisa eleita

Aquela que diz tudo e tudo sabe,

Que tem inspiração pura e perfeita,

Que reúne num verso a imensidade!



Sonho que um verso meu tem claridade

Para encher todo o mundo! E que deleita

Mesmo aqueles que morrem de saudade!

Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!



Sonho que sou Alguém cá neste mundo...

Aquela de saber vasto e profundo,

Aos pés de quem a Terra anda curvada!



E quando mais no céu eu vou sonhando,

E quando mais no alto ando voando,

Acordo do meu sonho...E não sou nada!...


Florbela Espanca

(enviado por amora silvestre)
indeterminado por quim às 17:18

link do post | favorito
De amora_silvestre a 19 de Janeiro de 2004 às 21:55
«E quando mais no alto ando voando,/

Acordo do meu sonho...E não sou nada!...»

...pois, lá vaidosa sou (somos, eu e "ela"), mas "ela" sempre foi alguma coisa...eu continuo no "nada"...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds