Sexta-feira, 19 de Março de 2004

Dia do Pai

Percurso.JPG
Chão, terra, musgo, pedra, caminho, percurso...
indeterminado por quim às 08:33

link do post | indetermine | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 16 de Março de 2004

Passado presente

O nosso amor mais não foi do que o lado bom de se ter sido amado e de ainda o ser por tanto te amar.
indeterminado por quim às 10:27

link do post | indetermine | ver comentários (16) | favorito
Sexta-feira, 12 de Março de 2004

Crispação

yourhand 023.jpg
Esta nudez não contém mensagens subliminares; representa a minha alma posta a nú, crispada bem certo mas sem ter para onde ir nem tendo vindo de algures; uma alma aqui presente, que vibra e que sente. Uma alma pronta a dar um terno abraço mesmo que seja num eterno círculo.
indeterminado por quim às 12:00

link do post | indetermine | ver comentários (14) | favorito
Quinta-feira, 11 de Março de 2004

Dias cinzentos

Senti-me também muito só e a sesta não foi pacífica; a taquicardia não me deixou descansar; saí do sofá; olhei o tempo; ventava e chovia em força; preciso de lavar a minha alma, pensei!... Vesti umas roupas grandes e umas calças grossas; peguei no pequeno guarda-chuva e enfrentei-a vinda de sul; rumei, em passos fortes e grandes bem como apressados, para norte com a chuva batendo-me nas costas e o vento me empurrando; caminhei assim uns 15 minutos e parei abrigando-me e descansando o peito que arfava; o descanso foi o suficiente para virar rumo ao sul e enfrentar de frente a chuva e o vento forte; o guarda-chuva pouco adiantava; rumei de novo em passo mais lento mas na mesma apressado; a chuva me batendo de frente e o vento me sabendo bem; percorri o mesmo caminho em sentido contrário e penso que 20 minutos chegaram; aqui cheguei; despi-me e senti-me lavado; com uma toalha grossa me limpei e nova roupa vesti; sentei-me agora aqui de alma lavada e sentindo um saboroso calor me percorrer o corpo; há dias cinzentos que sabem bem. É só saber dar-lhes a volta!
indeterminado por quim às 19:12

link do post | indetermine | ver comentários (8) | favorito
Quarta-feira, 10 de Março de 2004

Cabo da Roca

Cabo.JPG
"Haveria tanto para dizer mas para quê se tudo o que dissermos nunca será igual ao que sentimos"
indeterminado por quim às 17:32

link do post | indetermine | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 8 de Março de 2004

Perdido no vosso meio

Não queria deixar passar este dia (dito Internacional da Mulher) sem o lembrar aqui, neste meu humilde blogue; não queria deixar de lembrar que neste dia se celebra a vossa dita "libertação"; não queria deixar de lembrar a maldita sociedade ancestral que desde sempre (e ainda hoje) vos discrimina; não queria deixar de dizer aqui, o quanto vos admiro e o quanto vos tento entender; não queria deixar de lembrar que não tendes um dia por ano para celebrardes a vossa condição de Mulher: Lembrai-vos que basta o facto de colocardes neste mundo os vossos filhos vos dá o estatuto de Terra-Mãe! Abençoada sejais por isso! Um beijo grande de muito amor por todas vós!
indeterminado por quim às 08:28

link do post | indetermine | ver comentários (17) | favorito
Sexta-feira, 5 de Março de 2004

Posse

Hoje, mais do que nunca, tenho a certeza do que é um amor sem posse: É sentir o que sinto sem te ter aqui e...desejar muito, mas mesmo muito...sentir-te!

indeterminado por quim às 14:09

link do post | indetermine | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2004

Incompleto

Ser incompleto

Enfrento o espelho e me abro
Olho-me e me sinto inteiro
Por dentro, por fora
Noto defeitos e falhas
Não sou perfeito
Vejo-me diferente
Mas não sei porquê
Procuro a razão de tal sentir
Conto-me pedaço a pedaço
Tenho cabeça, pescoço e um braço
Do outro lado um braço mais
Um peito, um tronco
Uma bacia, um pénis
Dois membros inferiores
Um pé de cada lado
Tenho cabelos, barba
Pêlos, púbis, impressões digitais,
Testículos e tudo o mais
Tenho unhas roídas eu sei
Tenho olhos, boca, dentes
Orelhas, nariz
Sinto um coração a bater
Um estômago a roer
Um intestino a doer
Uma bexiga a gemer
Pulmões a encherem
E tudo o mais
Que não consigo ver
Tenho dedos
Não vejo nada de grave
Mas algo me diz que há um entrave
Sinto uma falha
Não estou completo
Olho à volta e em nada reparo
Que me possa dizer
O que me faz ser
Um ser incompleto
Está tudo funcional
Então está tudo bem
Nada está mal
Mas o que é que falta
Que me provoca esta sensação
De vazio, de nada, de tudo…?
Repentinamente sinto frio
O espelho fica baço
Olho e é tão simples:
Apenas me falta um abraço!
indeterminado por quim às 21:42

link do post | indetermine | ver comentários (16) | favorito
Terça-feira, 2 de Março de 2004

Vem

Desespero na minha esperança
De te ver doce e acre no meu ser...
Desespero na minha esperança
De te ter bela e pura no meu coração...
De luzes brilhando na minha escuridão,
De perfumes banhada no meu mar,
De anseios tantos que já não sei contar...
Como te espero tanto! Porque não vens?
Porque não apareces na minha visão
De luzes brilhando num manto de solidão.
Porque não apareces na minha mente
De sedenta e nua do teu ventre
Como mãe surgida do nada do meu querer...
Porque não apareces na névoa quente
Do dia que passou ou do dia que virá?
Porquê ? Desespero na minha esperança
De te ver doce e acre no meu viver.
Vem até mim Ninfa, Sereia...
Todo eu, manto de plena areia,
Pronto a receber a alva espuma do teu espraiar...
Vem até mim Ninfa, Sereia de todo o meu mar !
Como te espero, como te quero...
Vem.
indeterminado por quim às 14:00

link do post | indetermine | ver comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 1 de Março de 2004

Poesia from Russia

SERGEI ESENIN
(4 Oct. 1895 - 27 Dec. 1925)




THE BIRCH-TREE

Just below my window
Stands a birch-tree white,
Under snow in winter
Gleaming silver bright.

On the fluffy branches
Sparkling in a row
Dangle pretty tassels
Of the purest snow.

There the birch in silence
Slumbers all day long
And the snow gleams brightly
In the golden sun.

And the dawn demurely
Going on its rounds
With a silver mantle
Decks again the boughs.

1913


(from: www.russianlegacy.com)
indeterminado por quim às 11:50

link do post | indetermine | ver comentários (6) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds