Quinta-feira, 27 de Maio de 2004

Sendo

Morri da mineralidade
e me tornei vegetal;
e da vegetabilidade
morri e me tornei animal.
Morto da animalidade
me transformei num homem.
Depois, porque desaparece
o medo através da morte?
Breve morrerei
trazendo asas e penas como os Anjos.
Depois disso, mais alto do que eles
e o que não consegues imaginar,
Eu o serei!...


(from: Rumi, in www.khamush.com/poems)
indeterminado por quim às 17:55

link do post | indetermine | favorito
|
6 comentários:
De inde a 29 de Maio de 2004 às 14:02
Nada há a perdoar. Apenas temos de amar.
De sei l......... a 29 de Maio de 2004 às 00:56
Pela simples razão de que sei que escrevi(mesmo que o não tenhas sentido) aquele texto de um modo agressivo - a "festa nos arranhões" era/foi a forma de te dizer "perdoa", "compreende". Tudo de bom! E, sempre,bem hajas!
De inde a 28 de Maio de 2004 às 16:02
Sei lá como posso saber o que dizer queres com o deixares uma festa no lugar dos arranhões. Me explicar poderás? :) *
De inde a 28 de Maio de 2004 às 16:01
Para ti tb um doce beijar.
De sei l......... a 28 de Maio de 2004 às 08:38
Apenas para dizer BOM DIA!
Apenas para deixar uma festa nos arranhões...
De Aran_aran a 27 de Maio de 2004 às 19:36
Um bonito poema... e obrigada pela visita... um beijo doce

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds