Sexta-feira, 28 de Maio de 2004

De meus lábios nasce a noite

Vem daí conversar comigo porque a noite está escura...
Senta nessa pedra que talvez não exista mas q invento
E deixa-me aninhar aqui aos teus pés com ternura...
Sim, amor, pouso a cabeça no teu colo e choro
Enquanto as tuas mãos me acalmam e me secam os lamentos...
É nesse teu sorriso que eu me escondo e onde eu moro...
É nessas tuas mãos que abandono as vestes de guerreira.
Quero o teu corpo por abrigo e por esteira
Nele me rendo enquanto nestes dedos me abandono
E te digo como me sinto quando me deito na bebedeira
Do cheiro da tua pele para te sentir meu dono...
Estranhas talvez que me desarme e parta de mim como num sonho
Mas não suporto mais o peso da armadura e da máscara de ferro...
Batalho por um mundo de sorrisos e sou guerreira pela vida
Mas também sei como doi sentir-me perdida quando não sei sair dos escombros...
Nestas horas sinto o frio da nudez no consolidar da ausência
E sei que é ténue a linha da lucidez que me consente a permanência...
Sei q me estranhas tão nua... tão vazia de beijos e de gestos lentos
Mas não basta ser tua para esquecer que não existo... já nem sou gente!
Cobre-me da paz que se desprende dos teus braços...
Talvez o abraço me desperte... e me aqueça...
Talvez o meu corpo arqueie novamente
E o meu ventre no teu ventre nos enlouqueça...
Talvez os teus olhos ainda saibam sorrir e aos meus apeteça
Aprender a lutar de novo... e a vestir mais uma vez a limalha
Que me protege a alma do escuro e do medo da noite...
E, quem sabe, meu amor...talvez o amor aconteça!...



(from: Cris, chatalinda)
indeterminado por quim às 15:58

link do post | indetermine | favorito
|
8 comentários:
De inde a 21 de Junho de 2004 às 13:45
**
De Cris a 20 de Junho de 2004 às 02:17
Agradeço sim... é sempre tão bom saber q gostam de nos ler!
Um beijo aos dois.
De inde a 8 de Junho de 2004 às 15:47
A Cris agradece. *
De Mariana a 8 de Junho de 2004 às 01:06
Adorei...
De inde a 1 de Junho de 2004 às 21:18
Será sempre bom saber-te feliz. :)*
De Cris a 1 de Junho de 2004 às 13:47
e no teu sorriso se desenrolam os meus dedos...
Obrigada, indeterminado, por teres escolhido um dos meus poemas para inserir no teu blog... como sempre fizeste-me sorrir...
Um beijo... e tanta ternura, meu amigo!
De inde a 29 de Maio de 2004 às 14:01
Um beijo doce para ti também.
De Aran_aran a 29 de Maio de 2004 às 00:36
bem bonito... magnifica escolha... um doce e suave beijo...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimas indeterminações

. eu

. floresta

. Saudade

. Aniversário

. Amar como o vento

. Gostoso

. Solidão

. Gostos

. Não sou aquário de signo,...

. pormenor

.torres do tombo

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds